Arquivo da tag: Fisica

O Experimento da Dupla Fenda – Física Quântica

Novas explicações em vídeo sobre o experimento da Dupla Fenda.

O vídeo acima traz uma explicação atualizada e simplificada sobre o experimento da dupla fenda, por uma solictação dos leitores do blog.

Aproveitei para encadear o video com o artigo sobre Dupla Fenda que já tínhamos no Blog (escrito pelo amigo Celso Jr.) para quem desejar se aprofundar mais ou complementar as explicações do video com os detalhes técnicos do experimento.

Continue lendo O Experimento da Dupla Fenda – Física Quântica

Sinopse – My Big ToE (Theory of Everything) MBT

 

_______________________________________________________________

Sinopse

Minha  Grande Teoria de Tudo (TOE) de Visão Ampla

Uma trilogia unificadora da filosofia, física e metafísica

______________________________________________________________

 Livro 1: Despertar

A Seção 1 provê uma biografia parcial do autor que é pertinente a subsequente criação desta trilogia. Esta breve mirada à experiência única e credenciais do autor lança alguma luz sobre as origens deste trabalho extraordinário. As associações pouco usuais, as circunstâncias, o treinamento e pesquisa inicial que eventualmente levou a criação da trilogia ”My Big TOE” são descritas para permitir uma perspectiva mais acurada do todo.

A Seção 2 desenha, justifica logicamente e define os blocos conceituais básicos necessários a descrição da fundamentação conceitual da ”My Big TOE”. Ela discute as crenças culturais que prendem nosso pensamento em uma conceituação limitada e estreita da realidade, define os fundamentos da epistemologia e ontologia da “Visão Mais Ampla”, assim como examina o funcionamento interno e a prática da meditação. Mais importante ainda, a Seção 2 define e desenvolve os dois postulados básicos sobre os quais esta trilogia é baseada. A partir destes dois postulados, tempo, espaço, consciência e as propriedades básicas, objetivo e mecânica da nossa realidade são logicamente inferidos.

Livro 2: Descoberta

A Seção 3 desenvolve a interface e interação entre “nós as pessoas” e nossa realidade de consciência digital. Ela deriva e explica as características, origens, dinâmicas e função do ego, do amor, da liberdade de escolha e de nosso objetivo mais amplo. Finalmente, a Seção 3 desenvolve principio da incerteza da PSI assim com explica e inter-relaciona os fenômenos PSI, o livre arbítrio, o amor, a evolução da consciência, a física, a realidade, o objetivo humano, a computação digital e a entropia.

A Seção 4 descreve um modelo funcional e operacional de consciência que leva adiante os resultados da Seção 3 e suporta as conclusões da Seção 5. As origens e a natureza digital da consciência, a qual leva a consciência real e a nós. A Seção 4 deriva nosso universo físico, nossa ciência e nossa percepção da realidade física. A dicotomia mente – matéria é resolvida assim como a realidade física é derivada da natureza da consciência digital.

Livro 3: Funcionamentos Internos

A Seção 5 junta as seções 2, 3 e 4 em um modelo mais formal da realidade que descreve como uma realidade aparentemente não física funciona, interage e se inter-relaciona com nossa experiência de realidade física. Realidades prováveis, predição e modificação do futuro, teleportação, telepatia, corpos múltiplos físicos e não físicos, e a natureza fractal de uma realidade de consciência digital em evolução são explicados e descritos em detalhe.

A Seção 6 é a consolidação final que coloca tudo que foi discutido nas Seções de 2 a 5 em uma perspectiva pessoal facilmente compreensível. Adicionalmente esta seção também aponta para a relação entre a ”My Big TOE” (Minha Grande Teoria do Tudo) com a ciência e filosofia contemporâneas. Por conseguir demonstrar uma relação conceitual próxima entre esta TOE e algumas das nossas mais bem estabelecidas e respeitadas estrelas intelectuais, a Seção 6 solidamente integra a ”My Big TOE” no pensamento científico e filosófico Ocidental.

sinopse-livro-my-big-toe

sinopse-livro-my-big-toe

sinopse-livro-my-big-toe

Teorias Unificadas – Uma Perspectiva Histórica – Albert Einstein e David Bohm

universo3

Desde a virada do século anterior vários físicos, inclusive os de mais renome como Albert Einstein e David Bohm percebiam a dificuldade de criar uma teoria unificadora da física e da realidade, mas sem levar em conta a consciência. Esta claro que não tinham ainda as ideias ou meios de como faze-lo. E é isto que busca fazer a “Minha Grande Teoria de Tudo -MBT” de Tom Campbell.

 Albert Einstein e a Teoria do Campo Unificado:

– “Se nos pensarmos sobre o campo como sendo removido, não há nenhum “espaço” que sobre, desde que o espaço não tem uma existência independente.” – Albert Einstein

– “A realidade é uma mera ilusão, ainda que seja uma verdadeiramente persistente.” – Albert Einstein

– “ Por isso esta claro que o espaço da física não é, em ultima análise, nada que seja dado pela natureza ou que seja independente do pensamento humano. Ele é uma função do nosso esquema conceitual (mente). O espaço como concebido por Newton provou ser uma ilusão, ainda que para os objetivos práticos uma ilusão muito frutífera.” – Albert Einstein

– “Para dar conta do desafio diante de nós, nossas noções de cosmologia e da natureza geral  da realidade, precisam abrir espaço nelas para permitir que a consciência seja levada em conta de forma consistente. E de forma inversa, nossas noções de consciência devem abrir espaço nelas para entender o que significa para seu conteúdo ser “realidade como um todo”. Os dois conjuntos de noções deveriam então ser tais que permitissem um entendimento sobre como a consciência e a realidade estão relacionadas.” – David Bohm  (Físico – retirado da introdução para A Totalidade e a Ordem Implícita (Wholeness and the Implicate Order)

– “Uma pessoa tem de encontrar a possibilidade de evitar o contínuo (junto com o espaço e o tempo) completamente. Mas eu não tenho a mais pequena ideia  de que tipos de conceitos elementares poderiam ser usados em tal teoria.” – Albert Einstein (em carta a David Bohm em 28 de Outubro de 1954)

– “Vai permanecer marcante, de qualquer forma que nossos futuros conceitos possam ser desenvolvidos, que o próprio estudo do mundo externo leve a conclusão cientifica de que o conceito de consciência é a ultima realidade universal.” – Eugene P. Wigner (um premio Nobel e um dos físicos líderes do século vinte)

Thomas Campbell, 22 de Fev. de 2008, Apresentação em Lontres no LSE – Física, Metafísica E A Conexão da Consciencia

Thomas Campbell – Apresentação no Instituto Monroe (TMI)

The Monroe Institute Lecture

Este video tem legendas em espanhol. Não é o ideal, mas para quem não fala ingles pode ser uma alternativa interessante.

Que aproveitem muito.

Tom Campbell At The Monroe Institute

Para acessar este video no Youtube: www.youtube.com/watch?v=uhv-XCff4_I