Primeira Foto do Buraco Negro – Simulação ou Realidade

PRIMEIRA FOTO DO BURACO NEGRO
Primeira foto liberada hoje 10/04/19, tirada de um buraco negro no centro de outra galáxia.

Primeira Foto do Buraco Negro

Hoje 10 de abril de 2019, está sendo noticiada nos jornais a 1a foto de um buraco negro. Qual a importância disso?

Primeiro, nenhuma luz é suposta escapar da atração gravitacional de um objeto celeste deste tipo. Assim, a primeira foto do buraco negro não era algo esperado pela maioria das pessoas.

Segundo, a situação especial que permite a possibilidade de se tirar esta foto foi prevista no inicio do século passado, por não menos que Albert Einstein, derivada dos cálculos de sua teoria da relatividade.

Simulação da Imagem do Buraco Negro

Segundo essa previsões teóricas, os físicos modernos foram capazes já faz algum tempo de gerar uma imagem em uma simulação de computador, de como seria essa foto, se um dia lograssem tirá-la. O resultado da simulação foi a foto a seguir.

Imagem gerada em simulação de computador, de acordo com o esperado pela teoria de Einstein.

Como se pode ver as imagens não chegam a ser muito diferentes. Ainda mais se considerarmos os problemas de definição ou resolução da captação de uma imagem captada do centro de uma galáxia distante, e consolidada por um conjunto de telescópios espalhados pela superfície da terra.

É claro que a imagem não é direta do buraco negro em si, mas do entorno dele, pela matéria que está sendo absorvida por ele e emite energia detectável durante o processo, imediatamente antes do mergulho final.

É um feito para a teoria de mais de 100 anos do superlativo Dr. Einstein, cujo modelo segue nos ajudando na descrição parcial da realidade, ainda depois de todos esses anos, ainda que saibamos por exemplo que a Relatividade, não é uma Teoria de Tudo, pois deixa de fora os fenômenos da Física Quântica.

Simulação ou Realidade ?

Dada a situação da descoberta, temos aqui as duas fotos recentes, uma da simulação gerada em computador (segundo as expectativas da teoria) e outra reconstruída a partir da integração da informação do conjunto de telescópios, da fonte no centro de outra galáxia.

Isso é muito fortuito! Não acontece a toda hora, mas é possível hoje, dado o avanço das ciências da informação, em especial na criação de simulações, e que permitem gerar a previsão de uma teoria.

Pelo ponto de vista My Big TOE (de Tom Campbell) uma Teoria de Tudo, baseada em consciência e evolução, nosso universo não é construído de matéria ou partículas sólidas (com massa), mas sim através de um programa que gera para nós, apenas a percepção de um universo sólido, físico, material.

Mas isto vocês provavelmente já sabem dos tópicos anteriores aqui do blog, do nosso ebook gratuito também aqui do site, ou dos próprios livros e vídeos do Tom sobre My Big TOE, sua teoria de tudo. Assim não vou me estender e vou direto ao ponto.

Livro My Big TOE – Minha Grande
Teoria de Tudo de Tom Campbell

Dado que tudo em uma simulação é informação, contida no programa e nos dados acumulados por ele, se estamos em uma Realidade Virtual Digital, como proposto pelo Tom, praticamente não existe grande diferença entre a foto simulada por nós e a primeira foto do buraco negro extraída dos telescópios.

A principal diferença é que uma é extraída dos dados fornecidos pela simulação desenvolvida pelos cientistas em nossos próprios computadores. A outra é extraída dos dados gerados pela simulação maior, gerada pelo LCS (Larger Consciousness System), pela consciência fundamental, que dá suporte a rede de consciência, que computa e gera nossa realidade. Esta que vemos e podemos interpretar com “nossos próprios olhos”.

Ainda te surpreende que ambas as fotos sejam tão parecidas?

E para onde vai a massa absorvida pelos Buracos Negros?

Esta foi a pergunta que um de nossos leitores fez para mim.

Vejam, esta questão da foto do Buraco Negro é de hoje 10 de abril de 2019, e não foi descrita diretamente nos livros My Big TOE. No entanto, o que sempre me surpreende, é que uma vez captado o modelo ali proposto, fica muito fácil raciocinarmos por nós mesmos e chegarmos a conclusões de como a teoria suporta este ou aquele evento. Neste caso não creio ser diferente.

Tudo que parece estar no universo, sejamos nós, gases interestelares, estrelas, planetas e Buracos Negros, parece ter massa, ser sólido, por causa dos programas que ajudam a gerar nossa percepção dessa forma. Mas no fundo é tudo informação no processador e na memória, criando a percepção de imagens em nossa tela holográfica (3D).

Assim, a simulação da realidade renderiza uma imagem gerada por suas equações programadas, que obedecem as leis físicas, que este universo simulado respeita. Por isso mesmo conseguimos detectar as regras e gerar simulações nós mesmos.

Assim sendo, possivelmente, NÃO EXISTE massa para ir a lugar nenhum… nem dentro do Buraco Negro, nem fora. E toda informação, usada para renderizar nossa realidade, segue armazenada nos dados e programas referentes a geração dela… no Grande Computador (TBC), a consciência fundamental.

E você, o que pensa disso? Para onde você acha que vai a massa que entra em um Buraco Negro?

Se desejar, deixe suas impressões aqui abaixo nos comentários…

Fte abc,

Mario Jorge – 10 de abril de 2019

4 comentários em “Primeira Foto do Buraco Negro – Simulação ou Realidade”

  1. imagina se um “observador” pudesse ser engolido junto com essa “massa” e nos enviar a resposta… que “realidade” este criaria?

    1. Interessante… eu imagino… que quem esta pessoa realmente é… e não estou falando do seu corpo… talvez tivesse experiências bem interessantes… e imagino também que elas não se perderiam, o ser que ali está… não seria afetado pelo buraco negro “virtual”… Por outro lado o que essa pessoa é… também não voltaria aqui… “nesta simulação”… para ficar nos relatando nada…
      Grato pelo comentário…

  2. No momento atual de nossa consciência, deveríamos investir em desenvolver a integração ao Sistema de Consciência Maior (SCM). Não importa saber para onde foi essa informação absorvida no Buraco Negro, pois estamos (em geral) longe de decifrar a programação do Universo. Algumas ideias de possibilidade: a informação (matéria) passar para outro Universo, ser “deletada” do programa para adequar a capacidade do SCM, arquivada no SCM para utilização futura aqui mesmo ou em outro Universo num sistema de fluxo de informação…
    Enfim, vale “sair da caixa” para imaginarmos o que quisermos… Já dizia o grande Albert Einstein “A Imaginação é mais importante que a Ciência”,

    1. Perfeito João… adorei seus comentários.. pegou muito bem o intuito do batepapo proposto aqui com este artigo… Na verdade importa o que somos, e o que aprendemos e crescemos com a experiência… para mim, fora os seres como nós mesmos… com os quais interagimos… todos com oportunidade de aprender algo dessas interações entre os seres e com o ambiente…. é tudo um grande palco… A curiosidade cientifica é legal e útil na sobrevivencia do dia a dia… mas no longo prazo… o que importa são os aprendizados de ser que logramos aproveitar com as oportunidades… Fte abc,

Deixe seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.