Prefácio: Nota do Autor ao Leitor

Thomas Warren Campbell 2

Nota: Este capítulo foi traduzido por Celso Júnior!

Sim, você deveria ler este prefácio.

Eu entendo que muitos leitores têm pouco interesse, ou paciência, em ler extensos prefácios ou prólogos. A primeira pergunta é sempre: Deveria eu gastar tempo lendo este texto auxiliar ou posso pulá-lo sem perder nada de importante?

A maioria de nós fica ansiosa para passar pelas preliminares e imediatamente cravar nossos dentes na carne do texto principal. Antecipação e expectativa nos impulsionam para chegar até a coisa real. Nós da cultura Ocidental somos pessoas impacientes, orientadas ao objetivo, movidas em direção aos pontos finais. Em nossa pressa para a linha de chegada, quase não percebemos a jornada que nos leva até lá. Tal desapropriação de ênfase geralmente dissipa nossas oportunidades porque, mais frequentemente, a parte mais saborosa e nutritiva da vida está em experimentar o processo, não em alcançar o objetivo.

Ao fim da Seção 6, você irá, sem dúvida, concordar que esses livros são… digamos… diferentes. Como tal eles requerem uma abordagem diferente. O prefácio e o prólogo da trilogia de “My Big TOE” são partes integrais da estória. Já que esta trilogia abre uma trilha original bem distante do caminho conhecido, é essencial incluir um material introdutório que possa ajudar a prepará-lo para o que está à frente. Eu sei que você está ansioso para continuar e descobrir se essa trilogia entrega a mercadoria, mas se apressar rápido demais na direção desse alvo na verdade reduz a probabilidade de que você sequer chegue lá.

A função do prefácio e do prólogo é maximizar o retorno do seu investimento na leitura. O prefácio provê uma visão geral da tonalidade, estrutura, processo e mecânicas da trilogia “My Big TOE”. O prólogo estabelece uma visão ampla do conteúdo da trilogia e rascunha um mapa mais grosseiro de onde você estará indo nesta jornada incomum. Ela fornece o contexto e o foco onde o conteúdo da trilogia fica, em sua maioria, facilmente compreendido. O prólogo e o prefácio juntos melhoram a compreensão e minimizam a frustração ao dar uma visão global da floresta antes de você começar a descer pelas árvores.

Eu fortemente recomendo que você adote uma atitude de paciência quanto a obter um entendimento dos profundos mistérios e segredos antigos que são logicamente revelados por esta nova física. A Minha Teoria De Tudo Com Visão Ampla (My Big TOE) levará você para ambos, início e fim do tempo. Levará fundo dentro do coração humano e também a sondar os limites da mente humana. Irá definir a sua significância e fornecer um novo sentido à sua existência. Irá te ajudar a perceber e a aperfeiçoar seu potencial. Irá desenvolver um entendimento científico totalmente novo tanto do seu mundo interior como do exterior.

Você pode achar mais produtivo se seu ritmo for sobre profundidade de compreensão e não sobre porcentagem de páginas lidas. Evite correr de um conceito a outro do jeito que as crianças perseguem presentes no dia de Natal. Dê um tempo. Um alimento para o coração, cabeça e alma é melhor se ingerido pouco a pouco, mordida a mordida, com muitas pausas reflexivas e muita cogitação cuidadosa para ajudar na digestão. Descobertas genuínas devem ser absorvidas vagarosamente enquanto paradigmas existentes se dissolvem ressentidamente. Paradigmas familiares, como um ursinho de pelúcia predileto, são extremamente difíceis de abandonar.

Toda jornada de sucesso, independentemente quão longa ou difícil, começa com um simples passo que é animado pelo bom senso, dirigido pelos objetivos, e repetido quantas vezes forem necessárias por uma perseverança obstinada. Nesta jornada em particular, o prefácio está localizado no primeiro passo, o prólogo no passo dois, seguido pelos três livros: Despertar, Descoberta e Funcionamentos Internos.

Eu objetivei cuidadosamente o conteúdo desta exposição científica e filosófica para uma audiência comum de experiência variada. Você não precisa de uma experiência científica, filosófica ou metafísica para entender o conteúdo da trilogia Minha Grande Teoria De Tudo Com Visão Ampla. Nenhum salto de fé ou crenças são requeridos para chegar aonde estes livros irão te levar. Um buscador da verdade tenaz e determinado – de forte e independente intelecto que tenha por natureza uma mente aberta e cética – constitui o leitor ideal. Não existem pré-requisitos. Se você tem uma mente lógica, aberta e inquisitiva – uma atitude de pragmatismo científico que aprecia a elegância da verdade fundamental e o arrepio da descoberta – você irá desfrutar esta jornada de descoberta pessoal e científica.

Sob as melhores circunstâncias, o sucesso na comunicação do conteúdo desta trilogia irá exigir muito de nós dois.  Este trabalho apresenta muitos desafios únicos e assustadores para uma comunicação eficiente entre autor e leitor.  Visões do mundo não são colhidas ao acaso, como frutas de uma quitanda: Para fazer as conexões necessárias, precisamos mergulhar fundo.

Bem abaixo das fundações do nosso intelecto, sua cultura lançou o modelo da sua visão de mundo por sobre o sistema de crenças central que define a sua percepção da existência.  As suposições básicas que suportam a sua noção de realidade não são vistas como suposições de maneira alguma – elas são aceitas, sem questionar, como o mais sólido de todos os fatos. Esta é, simplesmente, a natureza da cultura – crença em um nível como ossos e tendões da consciência. A questão é: os conceitos apresentados nesta trilogia irão provavelmente desafiar o sistema de crenças da sua cultura – não importando de qual cultura você vem.

O material de “My Big TOE” pode desafiar suas hipóteses familiares, crenças e paradigmas ao ponto de causar sério desconforto. Se este desconforto levar para uma resolução vantajosa, eu fico satisfeito; se não, fico entristecido. Meu objetivo é ser informativo e prestativo. Eu te encorajo a pegar o que você puder usar proveitosamente e a abandonar o resto.

Existem novos conceitos e perspectivas incomuns apresentadas aqui que seriam o bastante para gerar uma multidão de livros. Propositalmente eu não deixei muito dito pela periferia, a fim de ficar concentrado na ideia central do desenvolvimento de uma “Big TOE”. Ainda que a trilogia permaneça, do início ao fim, firmemente focada em seu objetivo primário, eu vou, às vezes, fazer pequenos passeios laterais na forma de apartes para adicionar cor, explorar conexões relacionadas, e inserir tópicos de interesse especial e valor prático.  Esperançosamente, você irá achar essas passeios  laterais tão interessantes e informativos que você irá, gentilmente, perdoá-los por sua interrupção. Algum esforço será necessário da sua parte para fazer a ponte nestes apartes a fim de manter a continuidade lógica da discussão maior. Para ter certeza de que nunca vá se confundir sobre se está lendo um aparte ou texto principal, os apartes estão recuados, tem sua fonte especial própria, e estão claramente marcados (no começo e no final) com setas parecidas com esta: ▶. Se um aparte secundário residir dentro de um aparte primário, será recuado novamente e marcado com seta dupla ▶▶. Quando um aparte encher a página toda, será difícil julgar quanto do texto está recuado, consequentemente, quando esta condição ocorrer, setas serão também colocadas nos cabeçalhos para que você saiba que o texto é parte de um aparte. Portanto, uma simples olhadela é tudo o que é preciso para determinar se o texto que você está lendo está dentro de um aparte e, estando, em qual nível.

Você pode achar o texto desafiador em alguns lugares ou óbvio em outros. O que é desafiador ou óbvio demais para cada leitor depende em geral da experiência e entendimento daquele leitor individual. Está na minha intenção nunca acelerar através desta exposição de tal modo que você não possa apreciar o cenário, nem afundar-se repetitivamente no óbvio – embora de vez em quando, dependendo da sua experiência, alguns possam ter a sensação que eu ocasionalmente faça as duas coisas.

Embora a língua Inglesa Americana (a linguagem na qual este livro foi originalmente escrito) seja decididamente pobre em descrições conceituais não físicas, ela tem a vantagem de ser inusitadamente rica nas descrições sobre comunicação e tecnologia da informação. Esta última, bem estranhamente, é o que me permite transmitir à primeira. Por estranho que possa parecer, é o alcance da ciência moderna e da tecnologia, especialmente comunicações e processamento de dados, que provê as ferramentas conceituais necessárias para produzir um modelo de realidade maior em que a “mente ocidental” – ou mais amplamente, a “atitude ocidental” ou mais precisamente, o sistema de crenças ocidental – possa se relacionar, entender e trabalhar.

Ciência e tecnologia têm avançado ao ponto onde suas aplicações e entendimento começou a espelhar alguns processos fundamentais da existência. Nós do século vinte e um, apenas recentemente, adquirimos os conceitos necessários para entender e apreciar a natureza da realidade maior dentro do contexto de nosso ponto de vista ocidental contemporâneo. Anteriormente, o conhecimento e entendimento da Visão Ampla e da nossa existência nela era compreendido e descrito por antigos sábios em termos de metáforas que eram pertinentes a suas culturas e especialmente criadas em benefício de seu público em questão. Hoje, vemos essas descrições antes consideradas práticas, como altamente simbólicas e irrelevantes para a visão científica moderna da realidade. Filosofia, teologia e ciência se encontram em desacordo sobre o que é significante.

Eu sou um cientista. Esta trilogia é o resultado de uma longa e cuidadosa exploração científica, focada na natureza da realidade e no indivíduo. Noções preconcebidas serão mais um obstáculo do que uma ajuda. É tarefa desta trilogia clara e completamente construir sua consciência, seu mundo, sua ciência e sua existência de uma maneira universal, lógica e científica que explique de forma compreensível todos os dados pessoais e profissionais que você coletou durante toda sua vida.

Uma teoria de Visão Ampla abrangente que explica tudo pode parecer altamente improvável, se não absolutamente impossível, mas não é.  Tenha coragem: Boa ciência e a ingenuidade humana tem frequentemente entregado o impossível por, pelo menos, duzentos anos… Esteja aberto – a história demonstra repetidamente a aparência de impossibilidade é quase sempre o resultado de uma visão limitada.

Paciência será exigida. Esta aventura de mente, ciência e espírito, é complexa e irá levar um tempo significativo para se revelar. Se fosse imediatamente óbvio, já seria ou notícia velha, ou você estaria lendo um curto artigo de jornal ao invés desta trilogia. Uma mente aguçada que seja cética e aberta é o único ingresso que você precisa para fazer esta jornada.

Baseado nos comentários daqueles que te precederam, eu espero que você ache esta viagem dentro das profundezas da consciência elementar e da realidade fundamental, pessoalmente enriquecedora. Você será impelido a ter alguns pensamentos grandes e ponderar algumas grandes ideias, mas as conclusões a que você eventualmente chegar serão inteiramente suas, não minhas. Estes não são livros que foram publicados para convencê-lo de qualquer coisa, ou persuadir você em direção a um ponto de vista particular. A cada rodada você é fortemente dissuadido de se tornar um crente.  Dados, fatos e resultados mensuráveis são as únicas moedas com as quais esta trilogia negocia.

Ler a trilogia “My Big TOE” não é para ser uma experiência passiva.  Se você decidir agarrar a oportunidade de escalar para fora da caixa, provavelmente acabará fazendo algum trabalho difícil. Você sempre será encorajado a pensar por si mesmo e chegar a conclusões que sejam baseadas na sua experiência pessoal. A despeito de todas as cogitações sérias, iremos também brincar, rir, e nos divertir um pouco enquanto avançamos.

Muito do que você acredita sobre si mesmo, sua existência e a natureza da realidade, será desafiado. Se você está aberto para explorar uma visão maior, estes livros farão você pensar e pensar novamente. A maioria dos leitores não irá considerar esta trilogia como uma leitura fácil – apenas seguir os processos lógicos e sequências enquanto eles absorvem velhos paradigmas irá exigir algum esforço concentrado. Por outro lado, crescimento significativo e aprendizado raramente são fáceis – se forem fáceis, raramente tem significância.

Ao contrário dos meus esforços, as Seções 2, 3, 4 e 5 continuam de certa forma conceitualmente interdependentes. Cada Seção será melhor entendida e fará muito mais sentido depois de ler as outras seções. Não havia o que fazer. A realidade é uma coisa unificada por inteiro com cada uma das suas partes inexoravelmente entrelaçadas com as demais.

Os três livros desta trilogia e as seis seções desenvolvem o conteúdo conceitual de “My Big TOE” de forma aproximadamente sequencial. Consequentemente, ler os livros ou seções fora da ordem numérica provê uma experiência abaixo do ideal. No entanto, entender “My Big TOE” é muito mais dependente na leitura da trilogia inteira do que sobre lê-la numa ordem em particular.

A natureza da realidade e do leitor típico é tal que temos de nos esgueirar pela “My Big TOE” um conceito por vez. Iremos examinar a Visão Ampla de múltiplas perspectivas para assegurarmos que o projeto e a estrutura do todo se torne claramente visível.  Se as coisas parecem ficar um pouco distantes de vez em quando, aguente firme até que tudo se reúna em uma visão completa e coerente.

Pela razão exposta acima, uma leitura lenta e cuidadosa irá aproveitar melhor o seu investimento – não tenha pressa, passeie por estes livros a passos calmos e relaxados.  Se você ficar atolado, é melhor continuar (e voltar depois de quiser) do que sentir como se você devesse ler cada palavra na ordem em que aparecem. Seria lamentável para você não ver uma parte da floresta que poderia lhe ser importante porque você se perdeu, exausto ou desencorajado, vagando improdutivamente entre as árvores de outra parte.

Por toda “My Big TOE”, eu usei uma técnica de semeadura para passar por algumas das ideias mais difíceis. Eu frequentemente planto as sementes conceituais (que rapidamente apresentem ou introduzem uma ideia) dentro das seções, capítulos, páginas ou parágrafos que precedem uma discussão completa e minuciosa da ideia. Eu faço isso porque muitos leitores vão achar os conceitos apresentados dentro de “My Big TOE” totalmente desconhecidos. A compreensão e entendimento desta trilogia são significantemente melhorados se o leitor estiver, pelo menos de alguma maneira, preparado para as discussões conceituais principais.

Questões podem ocasionalmente saltar a sua mente enquanto você lê. Segure suas perguntas, ou melhor, anote-as enquanto você continua. A maioria será respondida dentro de alguns parágrafos ou páginas. Se você tiver perguntas não respondidas depois de completar a Seção 5, elas podem ser usadas produtivamente como o foco inicial na sua própria busca pela Grande Verdade – um assunto que é tomado com prazer na Seção 6.

Tome cuidado para não perder de vista a Visão Ampla por estar demasiadamente focado nos detalhes. É fácil ficar girando em torno de detalhes que atinjam uma ressonância emotiva com suas crenças. A estratégia vencedora aqui é ter um vislumbre da floresta inteira, não ficar argumentando sobre a cor do musgo crescendo em algumas árvores em específico. Controle seu interesse apaixonado na colorização de musgos ou você pode perder por completo o que é importante.

Uma última nota antes de você começar. Aqueles que me conhecem bem, juntamente com alguns leitores iniciais, me sugeriram a alertá-los sobre o meu senso de humor. Se você ler algo nestes livros que puder ser interpretado como humor, sarcasmo, condescendência, arrogância, tolice, futilidade ou todas acima, é provavelmente apenas humor, ou ocasionalmente, humor com um toque de sarcasmo. Se você se sentir inseguro do quanto ofendido você possa estar, eu sugiro que você, temporariamente, suspenda seu julgamento sobre a mentalidade do autor. Disseram-me que eventualmente (ao fim da Seção 4) você estará familiarizado com meu humor dissimulado e com meu estilo informal e tagarela. Consequentemente, um julgamento posterior pode ser mais preciso.

A anatomia estrutural de “My Big TOE” está exposta como um sapo em uma mesa de dissecação nos parágrafos abaixo. A maioria dos leitores vai achar que esta visão geral fornece uma perspectiva prestativa sobre como o livro que você está lendo agora se encaixa em toda a trilogia de “My Big TOE”.

“My Big TOE” é planejado como uma trilogia de três livros. É empacotado como livros separados para aqueles que preferem pacotes menores ou não tem certeza sobre quão grande será a primeira mordida que desejam dar, e como uma encadernação mais econômica com os três livros em um, para aqueles que estão confiantes em querer tudo. Cada um dos livros separados contém a mesma dedicatória, sinopse, índice, agradecimentos, prefácio e prólogo, bem como sua própria lista de acrônimos e duas seções de conteúdo exclusivas. Embora o índice dentro de cada livro separado exiba o conteúdo de todos os três livros, o conteúdo pertencente aos outros dois está escrito em cinza claro ao invés de preto.  Apesar da numeração dos capítulos e páginas reiniciar em cada um dos livros separados, as seis seções estão numeradas em sequência pela trilogia inteira para adicionar uma sensação de continuidade da estrutura. Quando os três livros estão unidos em um único grande livro, a numeração das páginas e dos capítulos, bem como a numeração das seções, corre continuamente, do início ao fim.

Livro 1: Despertar contém as duas primeiras seções. Seção 1 fornece uma biografia parcial do autor que é pertinente para o assunto. Sua função é lançar luz sobre as origens deste trabalho incomum, provendo um olhar sobre a experiência e as credenciais únicas do autor que eventualmente levaram a criação de “My Big TOE”. Seção 2 expõe os blocos de construção básicos necessários para desenvolver a fundação conceitual desta “TOE”. Muitos dos conceitos iniciados na Seção 2 serão totalmente explicados em seções posteriores.

Livro 2: Descoberta contém as duas seções centrais. Seção 3 leva a informação obtida na Seção 2 e desenvolve suas implicações em mais detalhes e profundidade enquanto relaciona-a mais diretamente com a experiência pessoal do leitor. Seção 4 junta às ideias da Seção 2 e 3, enquanto desenvolve os conceitos adicionais exigidos para juntá-los em um inteiro consistente. As Seções 2, 3 e 4 são cuidadosamente projetadas para trabalhar sequencialmente juntas para produzir o entendimento fundamental que é necessário para compreender a Seção 5.

Livro 3: Funcionamentos Internos contém as últimas duas seções. Seção 5 apresenta o modelo da realidade convencional em detalhes. Seção 6 é a embalagem que coloca tudo que foi discutido em uma perspectiva facilmente entendida. Adicionalmente, a Seção 6 aponta a relação de “My Big TOE” com a ciência e a filosofia contemporâneas. Demonstrando a estreita relação conceitual entre esta TOE e algumas das maiores armas científicas e filosóficas de suas fundações. A Seção 6 integra “My Big TOE” na ciência e na filosofia tradicionais do Ocidente.

Existe um lugar no ciberespaço [http://www.My-Big-TOE.com esta URL não é sensível a maiúsculas, mas os hifens são necessários] dê um tempo para você compartilhar sua experiência, exercitar seu intelecto, dar voz a suas opiniões, desabafar sua angústia, ou simplesmente se reunir com seus amigos viajantes.  Você pode enviar e-mails tanto para o autor como para a editora pelo “website” my-big-toe.com, bem como adquirir todos os livros da “Big TOE”. Lá você pode manter-se atualizado com as últimas informações sobre Big TOE, eventos, bate-papo, comentários, pesquisas e grupos de discussão.

– Tom Campbell

09 de Dezembro de 2002

Deixe uma resposta